top of page

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DO COMPRESSOR DE AR.




O trânsito das grandes cidades é realmente um veneno para a saúde dos veículos diesel por vários fatores, principalmente, pelos problemas de superaquecimento que podem causar no motor. A partir daí, muitos itens podem ser avariados, mas um em especial sofre muito com o “anda-e-para” das avenidas congestionadas: o compressor de ar.


O componente é responsável por fornecer ar comprimido para o sistema de freios pneumáticos e outros acessórios do veículo, como embreagem hidropneumática, portas de ônibus, molas pneumáticas, descarga de banheiro e acionamento de TV retrátil. O ar é sugado da atmosfera, passa pelo filtro de ar e ao mesmo tempo em que vai para o motor, chega também ao compressor.


“Danos nos compressores são mais comuns de acontecer em veículos urbanos (ônibus e caminhão), pois trabalham num regime mais rigoroso de temperatura e pressão por mais tempo. No transporte rodoviário, no entanto, assim que atinge a pressão de trabalho, a válvula reguladora de pressão se abre permitindo que o compressor trabalhe em vazio, como em rodovias o consumo de ar comprimido é menor, o compressor trabalha mais tempo em vazio, o que possibilita uma maior vida útil e menor manutenção”, comenta o instrutor técnico do SENAI-Ipiranga, Silas S. Bhering.

55 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page